Jornalista, fã e pesquisadora de música desde a adolescência, a santista residente em São Paulo Flávia Durante começou a discotecar em meados de 2001 em casas como DJ Club e Orbital.

Entre 2002 e 2008 produziu com Hector Lima a POPSCENE!, festa que resgatou a noite alternativa santista e virou referência no País e levou à cidade nomes como Cansei de Ser Sexy e Bonde do Rolê antes das mesmas fazerem turnês pelo exterior, além de bandas locais e DJs da cena paulistana.

Formada pela E-DJs, discotecou nas melhores casas e bares de São Paulo como Vegas, D-Edge, Funhouse, Alberta#3, ALôca, Volt, Neu Club, Astronete, Milo Garage, Audio Delicatessen, Torre, Inferno, Squat, Bourbon Street Music, Tapas, além de clubes em Belo Horizonte, Curitiba, Goiânia, Sorocaba e Fortaleza. Levou com seus amigos produtores da festa Gente Bonita a POPSCENE! para uma temporada no Clube Glória, quando então discotecaram nomes como João Brasil, Chernobyl e a dupla dinamarquesa LadyBox.

Também foi produtora e DJ residente das festas Soul Glow (noite esporádica de soul e funk), Tuba Libre (noite de música brasileira no Tubaína Bar) e da Make Me Up (festa mensal que oferecia maquiagem para as frequentadoras). Em 2011 discotecou no Summer Soul Festival em São Paulo, entre os shows de Mayer Hawthorne, Janelle Monáe e Amy Winehouse, e abriu o show de Kate Nash no HSBC Brasil, também em São Paulo. Em 2012 abriu o show de Mayer Hawthorne no Cine Joia e no Vivo Open Air, no Jockey Club de São Paulo.

Seus sets trazem um resgate dos sons pop, funk e soul dos anos 60 à 90, com pitadas de rock contemporâneo e música brasileira.

MySpace: www.myspace.com/flaviadurante

Mixtapes: www.soundcloud.com/flaviadurante
www.mixcloud.com/flaviadurante
www.popscene.podomatic.com

Histórico de discotecagens: www.facebook.com/note.php?note_id=208824269167473

Anúncios